Vacinação em massa criará variantes perigosas e pode destruir imunidade, alerta virologista

0

Isolamento de jovens e outras medidas de enfrentamento acabaram criando uma “pandemia artificial”

Por Cristian Derosa

Em entrevista, o PhD e especialista em desenvolvimento de vacinas e virologia Geert Vanden Bossche, alerta para os riscos da vacinação em massa provocar novas e perigosas variantes, como as atuais, além de debilitar o sistema imunológico da população. Bossche é ex-funcionário dos laboratórios Novartis e da Fundação Bill & Melinda Gates e, em entrevista recente, expôs os perigos da vacinação em massa para a imunidade e surgimento de novas cepas de vírus.

Bossche é PhD em Virologia e Microbiologia, autor de mais de 30 publicações e inventor de um pedido de patente para vacinas universais. Ele atualmente trabalha como consultor independente de pesquisa de vacinas. Recentemente, ele publicou uma carta aberta à OMS alertando para o perigo da administração de vacinas em massa em escala global.

Segundo o especialista, as vacinações acabam com o sistema imunológico natural. Leia abaixo trechos da entrevista, que pode ser vista originalmente neste link.

“Acho que estamos muito próximos da resistência à vacina agora. E não é à toa que as pessoas já começam a desenvolver, você sabe, novas vacinas contra as cepas, etc, (…) você está, ao mesmo tempo, perdendo a parte mais preciosa do seu sistema imunológico que jamais poderia imaginar”, diz o virologista.

“Esse é o seu sistema imunológico inato, porque os anticorpos inatos, os anticorpos naturais, os IGMs serão superados pela competição por esses anticorpos específicos do antígeno para se ligarem ao vírus. E isso vai durar muito. Essa é uma supressão de longa duração”.

[Com as vacinas] você perde toda proteção contra qualquer variante viral ou variante do coronavírus, etc. Então, isso significa que você ficou sem uma única resposta imunológica sua, sua imunidade torna-se nula”, alerta.

“Quer dizer, sabemos que os jovens têm uma resposta imunológica inata boa e, portanto, estão naturalmente protegidos e ainda mais, quero dizer, se eles entram em contato com o coronavírus, isso aumentará sua imunidade natural. Então, portanto, desde o início eu desaprovei o fato de as escolas fecharem e as universidades e os jovens serem impedidos até de ter contato uns com os outros. Essa situação é completamente diferente”.

Eu não tenho críticas às vacinas, mas, por favor, use a vacina certa no lugar certo. E não o use no calor de uma pandemia em milhões de milhões de pessoas. Vamos pagar um preço enorme por isso. Estou preocupado porque estou pensando nos meus filhos, na geração mais jovem. Quero dizer, é simplesmente impossível o que estamos fazendo. Não entendemos a pandemia. Estamos transformado isso em uma pandemia artificial. Quem pode explicar de onde, de repente, todas essas cepas altamente infecciosas vêm? Ninguém pode explicar isso. Eu posso explicar.

Mas não vimos isso durante as pandemias anteriores, durante as pandemias naturais. Nós não temos visto isso. Porque a cada momento a imunidade era baixa o suficiente para que o vírus não precisasse escapar. Portanto, no final da pandemia, quando as coisas se acalmaram e havia imunidade coletiva, ainda era o mesmo vírus circulando. O que estamos fazendo agora é que estamos realmente perseguindo esse vírus e ele se torna cada vez mais infeccioso. E quero dizer, esta é apenas uma situação que está completamente, completamente fora de controle. Portanto, agora estamos recebendo muitos shedders assintomáticos. Pessoas que espalharam o vírus porque se forem vacinadas ou tiverem anticorpos de doenças anteriores, não podem mais controlar essas variantes altamente infecciosas.

Bem, o que isso significa? É muito claro. É muito claro o que isso significa.

Então, vamos considerar as consequências disso tanto em nível populacional quanto em nível individual, porque eu entenderia muito bem se para a população talvez não fosse a melhor coisa a fazer [tomar a vacina], mas você sabe, em um nível individual, ainda está tudo bem. Sim. Então não é uma pergunta fácil, não é uma pergunta fácil.

Mas na verdade é prejudicial tanto em nível populacional quanto individual. Quanto ao nível populacional que expliquei para vocês, estamos enfrentando cada vez mais cepas altamente infecciosas que já não podemos controlar porque basicamente o que estamos fazendo é que estamos transformando – quando vacinamos alguém, estamos transformando essa pessoa em um potencial portador assintomático que está espalhando o vírus.

Mas em um nível individual, eu acabei de dizer que se você tiver esses anticorpos e em algum momento, e tenho certeza disso, as pessoas podem me desafiar, mas, você sabe, a realidade vai provar. Os anticorpos não vão funcionar mais. E sua imunidade inata poderá ser completamente contornada, enquanto cepas altamente infecciosas estão circulando.

Fonte: Estudos Nacionais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui