Repórter da CNN: “Eles gritam ‘morte à América’ mas parecem amigáveis”

0

Agora entendemos o padrão jornalístico da rede de notícias americana: falar sorrindo o exato oposto do que a realidade à sua volta está escancarando

Rodeada de membros do Talibã, obrigada a usar um véu cobrindo a cabeça, uma sorridente repórter da CNN dá seu testemunho sobre a tomada de poder do Afeganistão pela organização terrorista:

“Eles gritam ‘Morte à América’, mas parecem amigáveis ao mesmo tempo, é bizarro.”

Em agosto de 2020, em meio à violência promovida pelo movimento Black Lives Matter, a mesma CNN passou vexame parecido, quando um repórter, em frente a um edifício em chamas por um incêndio causado pelo BLM, chamou os atos criminosos de “protestos pacíficos.”

Percebe-se que a linha editorial do canal americano é a indisfarçada desfaçatez. No caso da correspondente do Afeganistão, tamanha estupidez pode lhe custar a vida.

Fonte: Senso Incomum

Você gostou do conteúdo? Apoie o jornalismo independente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui