NBC News pede desculpas por usar pronomes femininos para se referir a uma skatista mulher durante a Olimpíada

0

A atleta totalizou 1,25 pontos em comparação com os 15,77 da medalha de ouro, Funa Nakayama

A primeira atleta olímpica autoproclamada “não binária”, Alana Smith, que competiu no skate feminino durante as Olimpíadas de Tóquio, recebeu um pedido de desculpas da NBC por “repetidamente errar o gênero” dela durante a cobertura do evento em Tóquio. Em outras palavras, a NBC News usou pronomes femininos para se referir a uma skatista mulher – e eles querem que você saiba que eles estão profundamente arrependidos por isso.

Durante a cobertura dos jogos na semana passada, no qual a skatista deixou a sua primeira Olimpíada de mãos vazias, a NBC foi criticada por se referir a Smith por meio do pronome feminino “ela”. O meio de comunicação emitiu um pedido de desculpas na terça-feira por não seguir cuidadosamente o código de fala neutro de Smith.

“A NBC Sports está comprometida com – e entende a importância de – usar pronomes corretos para todos em nossas plataformas”, disse a declaração oficial da NBC Sports. “Embora nossos comentaristas estivessem usando os pronomes corretos durante a cobertura, nós transmitimos através de um feed internacional que não foi produzido pela NBCUniversal, que interpretou mal o gênero olímpico de Alana Smith. Lamentamos esse erro e pedimos desculpas ao Alana e aos nossos telespectadores. ”

Smith foi a primeira atleta olímpica a competir sob o título auto atribuído de “não binário”. Apesar de rejeitar sua feminilidade inata, Smith se inscreveu para competir na equipe feminina de skate dos Estados Unidos, mas disse: “Só quero ser conhecida como uma boa skatista, alguém que fez a diferença. O gênero não deveria importar. ”

Seguindo manchetes como “Olimpíadas, NBC falhou com Alana Smith e a comunidade não binária ” e ” Alana Smith representa a excelência olímpica não binária “, Smith se junta ao grupo de outros atletas olímpicos que transformaram os jogos deste ano em uma plataforma social em vez de uma tentativa para trazer glória ao seu país de origem.

Em qualquer outro ano, as manchetes revelariam o fracasso total de Smith nos jogos. Smith perdeu a chance de uma medalha depois de estragar quatro das cinco aterrissagens em suas duas tentativas. Sua pontuação totalizou 1,25 na bateria final, em comparação com 15,77 da medalha de ouro Funa Nakayama.

Fonte: The Federalist

Você gostou do conteúdo? Apoie o jornalismo independente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui