Na véspera da posse de Joe Biden faltam pompa e circunstância em Washington

0

Ambiente tenso e nervoso, comemorações canceladas, clima pesado para a transmissão do poder

Washington se prepara para uma das tomadas de posse presidenciais mais inusuais de sua história, com medidas de segurança nunca antes vistas. O tradicional desfile pela avenida Pensilvânia e os bailes comemorativos foram cancelados. Donald Trump anunciou que não vai comparecer à cerimônia.

As pessoas estão tensas e nervosas em Washington, que está cheia de tropas e guardas de segurança. E também por causa da pandemia. As autoridades tomaram muitas medidas de segurança por causa da preocupação com a repetição de distúrbios violentos como os de 6 de janeiro. Cerca de 25 mil soldados da Guarda Nacional estão a postos na cidade.

As medidas de segurança paralisaram quase por completo a capital. O transporte público deixou de circular, nem sequer bicicletas são vistas nas ruas. A maior parte do comércio fechou suas portas e muitos tamparam suas fachadas com tapumes de madeira.

Na cerimônia Biden deve prestar juramento nas escadarias do Capitólio como presidente.

O último discurso de Trump

O presidente Trump pronunciou seu discurso de despedida na terça-feira à tarde e disse que vai rezar pela próxima administração.

“Somos – e devemos ser sempre – um país de esperança, de luz e de glória para todo o mundo. Esta semana começa um novo governo e oramos pelo seu êxito em manter seguro e próspero os Estados Unidos”, disse Trump. “Fizemos o que devíamos fazer, e muito mais! Sobretudo, reafirmamos a ideia sagrada de que nos Estados Unidos o governo presta contas ao povo”.  

“Assumi as batalhas mais duras, as pelejas mais duras, as decisões mais difíceis, porque para isso me elegeram. Nossa agenda não considerava direita ou esquerda, não se tratava de republicanos ou democratas, senão do bem de uma nação, de toda a nação”.

Disse ainda: “Estou especialmente orgulhoso de ser o primeiro presidente em décadas que não iniciou novas guerras”. Consciente de que construiu um pujante movimento político, afirmou num tom otimista:

“Agora, enquanto me preparo para a transmissão do poder para um novo governo na quarta-feira, quero que saibam que o movimento que começamos apenas está começando!”.  

O cenário político conturbado no final do mandato de Trump

O diretor do Departamento de Inteligência Nacional, John Ratcliffe, numa carta enviada ao congresso, disse que a CIA ocultou informações sobre a interferência da China nas eleições dos EEUU de 2020. Segundo Ratcliffe, nem os líderes dessa comunidade de inteligência nem os seus analistas têm culpa; em seu lugar ele culpa a atmosfera ultra partidária que há no país. Num artigo de opinião publicado em 3 de dezembro último, Ratcliffe disse que o Partido Comunista Chinês representa a maior ameaça na atualidade à segurança dos Estados Unidos, e a maior ameaça à democracia e à liberdade em todo o mundo desde a II Guerra mundial. “A informação de inteligência é clara: Beijing tem a intenção de dominar os Estados Unidos e o resto do planeta de forma econômica, militar e tecnológica”.

Por sua vez, o vice-presidente Pence instou Biden a enfrentar a agressão do PCC na região do Índo-Pacífico. O governo Trump desclassificou recentemente um documento de segurança nacional, intitulado Marco Estratégico dos Estados Unidos para a região do Indo-Pacífico. Uma das coisas que destaca o documento é o papel de Taiwan contra a agressão militar do governo chinês. Pence instou a nova administração a “manter o curso”: ”façam o que fizemos, façam frente à agressão chinesa e aos abusos comerciais. Mantenham-se firmes por um Indo-Pacífico livre e aberto e coloquem os Estados Unidos e seus aliados amantes da liberdade em primeiro lugar”.

A advogada Powell, em uma declaração feita ao jornal The Epoch Times, disse na semana passada que “não foi somente uma advertência  que recebeu do Twitter”, com a impressionante suspensão de sua conta. “As ações de Twitter e as dos bancos que suspendem as contas de pessoas que foram a Washington, são fascismo em sua forma mais pura (…). É um golpe comunista que foi bem planejado e há muito tempo”, acrescentou.

Fonte: The Epoch Times

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui