Ministro da Saúde confirma caso suspeito de coronavírus em Minas Gerais

0
Créditos: Renata Momoe / ASCOM MS

A paciente é do sexo feminino e viajou para a cidade de Wuhan, na China

Em declaração pública realizada hoje (28), o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, confirma caso suspeito de coronavírus em Minas Gerais (MG). A paciente que viajou para a cidade de Wuhan, apresentou sintomas compatíveis com protocolo da suspeita. O estado dela é estável, sem nenhuma complicação, disse o ministro.

Mandetta disse que o referido caso está em processo de investigação.

Houve mais de sete mil e seiscentos rumores de casos de coronavírus no país. Destes, 127 exigiram a verificação se estavam dentro do padrão, afirmou o ministro.

Hoje temos o caso suspeito de uma paciente que viajou para a cidade de Wuhan, até 24 de janeiro de 2020.

“É um caso importado, ou seja é uma pessoa que veio deste local.  Ela apresentou sintomas compatíveis com o protocolo da suspeita. O estado geral dessa  paciente é bom”,  se encontra estável e não tem nenhuma complicação. Ela está em isolamento e os seus 14 contatos mais próximos estão sendo acompanhados, disse o ministro.

Por ser um caso importado não há evidência de que o vírus esteja circulando, acrescentou.

O Brasil já tem a total capacidade de identificar geneticamente o vírus, disse o Ministro.

E acrescentou: a identificação do vírus importa muito mais para saber se há circulação do que para investigar diagnóstico.

O nome da paciente não vai ser divulgado, respeitando sua privacidade e a dos seus familiares.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui