Mesmo após acusação de racismo, Magazine Luiza não aceitará brancos em programa de trainee

0
Divulgação.

A medida vem sendo atacada nas redes sociais e a loja acusada de promover racismo

No ano em que o movimento Black Lives Matter está tentando promover um apartheid e brancos estão sendo aniquilados na África do Sul, a rede varejista brasileira Magazine Luiza vem apostando na separação entre brancos e negros ao abrir inscrições para seu programa de trainees de 2021 exclusivamente para candidatos negros. A medida vem sendo atacada nas redes sociais e a loja acusada de promover racismo.

“O objetivo do Magalu com o programa é trazer mais diversidade racial para os cargos de liderança da companhia, recrutando universitários e recém-formados de todo Brasil, no início da vida profissional”, diz a empresa.

As inscrições para o programa de trainee do Magalu serão abertas hoje e aceitarão candidatos formados entre dezembro de 2017 e dezembro 2020, em qualquer curso superior. O conhecimento em língua inglesa e experiência profissional anterior não fazem parte dos pré-requisitos para a seleção. Candidatos de todo o Brasil podem participar, desde que tenham disponibilidade para se mudar para São Paulo. Caso o selecionado seja de fora da cidade, receberá um auxílio mudança.

O programa de trainees 2021 foi desenvolvido em parceria com as consultorias Indique Uma Preta e Goldenberg, Instituto Identidades do Brasil (ID_BR), Faculdade Zumbi dos Palmares e Comitê de Igualdade Racial do Mulheres do Brasil.

Fonte: Estudos Nacionais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui