Impeachment de Trump vai malograr no Senado

0

É provável que Trump não seja condenado em fevereiro

Nesta terça-feira (26/1) houve no senado norte-americano uma votação auspiciosa para o ex-presidente Donald Trump. O senador Rand Paul, do Partido Republicano, pediu que o impeachment do ex-presidente Donald Trump fosse considerado inconstitucional. Sua proposta foi derrotada por 55 votos a 45.

O processo de impeachment pode, assim, prosseguir o seu curso; o seu prosseguimento foi, em seguida, aprovado por 87 votos a 17. A data do julgamento ficou então marcada para 9 de fevereiro.

Na aparência a primeira votação foi um mau resultado, que prenuncia o fim da carreira política de Trump. A análise do resultado, no entanto, é muito auspiciosa.

Como se esperava, os democratas conseguiram 50 votos e agregaram mais 5 dos republicanos, perfazendo o total de 55. Mas são necessários 67 votos de senadores para efetivar o impeachment de Trump.

O líder da minoria no Senado, Mitch McConnell, que se mostrava indeciso, votou em favor de Trump e não faz parte do grupo de 5 republicanos anti-Trump. Para o impeachment ser declarado, seria preciso que 17 senadores republicanos o aprovassem.

O senador republicano Rand Paul tuitou em seguida o seguinte comentário: “O Senado acaba de votar a minha questão de ordem constitucional. 45 Senadores republicanos concordaram que essa farsa de ‘julgamento’ é inconstitucional. Isso é mais do que o necessário para absolver e, eventualmente, encerrar este processo de impeachment partidário. Este ‘julgamento’ está morto ao chegar ao Senado”.

O presidente Joe Biden disse ontem (25/1) que sente que o impeachment contra o ex-presidente Donald Trump “tem que acontecer”, mas acrescentou que não acredita que Trump será condenado.

Biden reconhece que o julgamento terá um impacto negativo sobre a sua agenda de governo, mas considera que haveria “um efeito pior se isso não acontecesse”, disse à CNN.

O apoio de Biden ao impeachment mina sua mensagem de unificação do país, já que Trump continua extremamente popular entre os eleitores republicanos. Quase 200 deputados republicanos membros da Câmara votaram contra o impeachment e, pelo menos, um quarto do Senado parece disposto a votar para absolver o ex-presidente.

Fonte: Epoch Times

Você gostou do conteúdo? Apoie o jornalismo independente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui