Huawei da China afirma que sistema próprio pode substituir o Android e até o Windows

0

O sistema é o Harmony OS, considerado “o sistema operacional global no futuro”

Em um congresso de TI na China, o CEO da divisão de consumo da Huawei, Richard Yu, declarou que o sistema operacional em desenvolvimento na empresa, conhecido no ocidente como Harmony OS poderá substituir não apenas o Android nos celulares, mas também o Windows em PCs. Tudo graças ao crescente cerco do governo norte-americano à empresa chinesa.

O sistema já foi adotado em telas conectadas e, neste ano, chegará à linha de smartwatches da Huawei, revelou o executivo. Além de PCs, smartphones e smartwatches, o sistema está em avaliação para uso ainda em tablets e aparelhos no âmbito da IoT (Internet das Coisas).

Yu relembrou que a Huawei saiu de uma posição de retardatária para alcançar e competir no segmento de processadores. Alvo de uma sanção do governo Donald Trump em maio, a divisão HiSilicon ameaçava a supremacia de fabricantes como a norte-americana Qualcomm (que vende os processadores Snapdragon) e a sul-coreana Samsung (com a linha Exynos).

O novo bloqueio dos Estados Unidos foi assinado justamente no trimestre em que a empresa quebrou pela primeira vez a hegemonia da Samsung e da Apple em vendas de celulares, após nove anos de domínio de uma das duas empresas.

“O Harmony OS se tornará um sistema operacional global no futuro”, previu Richard Yu durante o evento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui