Hackers roubaram US$ 2,3 milhões de dólares do Partido Republicano nos últimos dias

0

Partido percebeu a atividade suspeita em 22 de outubro e contatou o FBI

Hackers roubaram US$ 2,3 milhões da conta do Partido Republicano de Wisconsin, que estava sendo usada para ajudar a reeleger o presidente, Donald Trump, no principal estado de batalha, disse o presidente do partido, Andrew Hitt, à Associated Press na quinta-feira, 29 de outubro. O partido percebeu a atividade suspeita em 22 de outubro e contatou o FBI no dia 23 de outubro, disse Hitt.

Hitt disse que o FBI está investigando. O porta-voz do FBI, Brett Banner, disse que, de acordo com a política, “o FBI não tem permissão para confirmar ou negar uma investigação”.

O Departamento de Justiça de Wisconsin, que possui um centro voltado para crimes cibernéticos, capaz de ajudar, se solicitado, não foi convidado a investigar, disse a porta-voz Rebecca Ballweg. O suposto hack foi descoberto menos de duas semanas antes do dia da eleição, quando Trump e o rival democrata Joe Biden fizeram seu esforço final para ganhar Wisconsin e seus 10 votos eleitorais.

Trump ganhou no estado por menos de 23 mil votos em 2016 e estava planejando sua terceira visita em sete dias na sexta-feira. Biden também planejou fazer campanha em Wisconsin na sexta-feira. As pesquisas têm mostrado consistentemente uma disputa acirrada no estado, geralmente com Biden à frente por um dígito e dentro da margem de erro.

Hitt disse não ter conhecimento de nenhum outro Partido Republicano estadual sendo alvo de um hack semelhante, mas os partidos estaduais foram alertados na Convenção Nacional Republicana neste verão para estarem atentos a ataques cibernéticos.

“Estivemos em contato com o partido estadual e os estamos auxiliando nesse processo”, disse o porta-voz do Comitê Nacional Republicano, Michael Ahrens. “O RNC nunca saiu de Wisconsin depois de 2016, e estamos confiantes que nosso jogo de chão e os milhões que estamos gastando na TV e no digital nos trarão outra vitória lá em 2020”.

Os oficiais da campanha em Wisconsin souberam do suposto hack através de reportagens da mídia e ficaram furiosos porque os oficiais do estado não os informaram sobre o fato, que poderia afetar as operações, de acordo com um oficial da campanha de Trump, que pediu anonimato. O diretor de estratégia de campo de batalha de Trump, Nick Trainer, disse que a campanha nacional foi notificada imediatamente.

“Recebi pessoalmente uma ligação notificando-me como um oficial sênior da campanha”, disse Trainer. “Temos total confiança no Partido Republicano de Wisconsin e sabemos que eles entregarão o estado para o presidente em quatro dias.”

Conforme noticiou o site AP News, relatórios financeiros de campanha apresentados na semana passada em Wisconsin mostram que os democratas arrecadaram muito mais dinheiro do que os republicanos. O Partido Democrata estadual arrecadou quase US$ 59 milhões nos últimos dois anos, em comparação com apenas US$ 23,7 milhões para os republicanos, partido de Trump.

Fonte: Epoch Times

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui