Governo britânico desiste de passaporte de vacinação

0

Decisão acontece após milhares de pessoas se manifestarem contra o lockdown

Após milhares de pessoas se manifestarem contra o lockdown em 26 de junho, o primeiro-ministro Boris Johnson informou que vai desistir dos planos de implementar o passaporte de vacinação no Reino Unido. A informação foi divulgada pelo jornal britânico Daily Mail nessa terça-feira (29). O governo deve suspender todas as medidas restritivas do país em 19 de julho.

Segundo Boris Johnson, os ministros devem arquivar os planos para o uso obrigatório da “certificação Covid” após o Dia da Liberdade em 19 de julho. Os passaportes, portanto, não serão exigidos em restaurantes, festivais de música, setor de hospedagem, eventos esportivos e outras reuniões quando as restrições de bloqueio forem suspensas no próximo mês.

“Precisamos nos acostumar com a ideia de tratar a Covid mais como uma gripe. As pessoas tomam a vacina contra a gripe, que ajuda a reduzir doenças graves, mas ainda temos um grande número de casos e um número significativo de mortes”, disse uma fonte do gabinete ao jornal britânico.

“Temos que voltar ao normal e aprender a conviver com o risco”, afirmou a deputada conservadora Siobhan Baillie.

A Secretária de Estado para os Assuntos Internos, Priti Patel, também abordou a questão, dizendo que os britânicos teriam que se adaptar para viver com o coronavírus.  Sajid Javid, atual secretário de saúde do Reino Unido disse ser esta a “hora de “começar a voltar ao normal”, após 15 meses de restrições violentas”.

Com informações: Terça Livre e Daily Mail

Você gostou do conteúdo? Apoie o jornalismo independente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui