Escócia: alunos de 4 anos poderão escolher gênero sem consentimento dos pais

0

Secretaria de Educação escocesa orienta que professores não avisem os pais nem questionem crianças que peçam para usar um novo nome ou um banheiro diferente

Crianças a partir dos quatro anos podem “mudar de sexo” na escola sem o consentimento dos pais, de acordo com novas diretrizes da Secretaria de Educação da Escócia. O conselho educacional frisou que qualquer aluno assim deseje deve ser apoiado e ouvido na escola.

A orientação foi dirigida às escolas primárias, para crianças de apenas quatro ou cinco anos, porque “o reconhecimento e o desenvolvimento da identidade de gênero podem ocorrer em uma idade jovem.”

A Secretaria também orienta que os professores não questionem uma criança que diz que deseja fazer a transição para viver como um menino ou uma menina – em vez disso, peça seu novo nome e pronomes. 

A conselheira de educação escocesa Shirley-Anne Somerville (foto) disse que estas orientações descrevem “como as escolas podem apoiar os jovens transgêneros, garantindo que os direitos de todos os alunos sejam totalmente respeitados.”

Segundo ela, a diretriz apenas “fornece sugestões práticas às escolas. A orientação não é prescritiva e não promove a transição.”

Fonte: Senso Incomum

Você gostou do conteúdo? Apoie o jornalismo independente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui