Embaixador da China ameaça Brasil após questionamento de Eduardo Bolsonaro

0

O deputado questionou o 5G chinês alegando espionagem cibernética

O porta-voz da Embaixada Chinesa no Brasil, Yang Wanming, deu uma declaração sobre comentários “difamatórios” do deputado federal brasileiro, Eduardo Bolsonaro.

O deputado questionou o 5G chinês alegando espionagem cibernética e defendeu a iniciativa dos EUA de criar uma aliança internacional sem espionagem da China.

“O governo Jair Bolsonaro declarou apoio à aliança Clean Network, lançada pelo governo Donald Trump, criando uma aliança global para um 5G seguro, sem espionagem da China”.

“Isso ocorre com repúdio a entidades classificadas como agressivas e inimigas da liberdade, a exemplo do Partido Comunista da China”

disse Eduardo Bolsonaro.

(postagem apagada no Twitter)

Vale lembrar ao caro embaixador, que o deputado tem imunidade parlamentar, é livre e está em seu país.

O Brasil ainda não é uma ditadura comunista.

Segue a carta na íntegra:

1) Em um fio de msgs publicado no Twitter, dia 23/11, o dep. federal Eduardo Bolsonaro acusou o Partido Comunista da China e empresas chinesas de praticar espionagem cibernética e defendeu a iniciativa dos EUA de criar uma aliança inter’l que discrimina a tecnologia 5G da China.

— Embaixada da China no Brasil (@EmbaixadaChina) November 24, 2020.

Fonte: Epochtimes

Você gostou do conteúdo? Apoie o jornalismo independente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui