Dr. Plotkin: 76 bebês abortados foram usados em pesquisas de vacinas nas últimas décadas

0

Plotkin foi o criador da vacina contra a rubéola

Em depoimento de 2018, o polêmico pesquisador americano Stanley Plotkin revelou como foram feitas as pesquisas com bebês abortados para o desenvolvimento de diversas vacinas ao longo dos anos. Segundo ele, pelo menos outros 76 bebês abortados foram utilizados para estudos para desenvolvimento de vacinas.

No vídeo, o pesquisador diz sentir-se orgulhoso de seus métodos e desdenha ao dizer que pode ir para o inferno por isso.

Plotkin foi o criador da vacina contra a rubéola, em 1974, e vem dando entrevistas aos meios de comunicação sobre as perspectivas de vacinas contra Covid 19. Ele é favorável à vacinação compulsória, em massa, e já foi acusado de conflito de interesses por sua íntima ligação com indústria farmacêutica e ONGs. O depoimento gravado é parte de uma ação pública do Condado de Oakland, EUA, que pedia que o dr. Plotkin fosse investigado por crimes contra a humanidade.

Assista o vídeo com tradução simultânea

Fonte: Estudos Nacionais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui