Donald Trump Jr. diz que os republicanos devem se defender ou nunca mais ganharão em outras eleições

0
Drump Jr. fez discurso no Wisconsin em novembro de 2020.

O filho do ex-presidente conversa com jornalista e anima os correligionários

POR JACK PHILLIPS

O filho do ex-Presidente Donald Trump disse que os republicanos devem lutar para garantir a integridade do processo eleitoral, e prevê que o julgamento do impeachment contra o seu pai será um tiro que sairá pela culatra para os Democratas

“Se os republicanos não forem para lá, se não agirem, se não voltarem, se só fizerem o que sabem fazer, que é, vocês sabem, dar a outra face para apanharem, se fingirem que estão de pé assentados sobre princípios, e entregarem seus traseiros a eles, nunca mais ganharão outra eleição”, disse Donald Trump Jr.. a Laura Ingraham na terça-feira.

“Portanto, é bom que tenham aprendido com isto, para terem certeza de que temos realmente justiça nas nossas eleições, de que fazemos realmente as coisas bem feitas, de que não podem ser manipuladas desta forma, ou então a noção deles e de suas atividades etc., não existirá dentro de alguns anos”.

Trump Jr. previu que os americanos irão, na sua maioria, rejeitar a realização do processo de impeachment.

“Na verdade, penso eu, trata-se de mostrar, mais uma vez, ao povo americano como é ridículo esse impeachment, como já foi longe demais”, acrescentou ele. “E creio que eles estão de fato dando um tiro no próprio pé, porque penso que perderam toda a credibilidade para serem uma espécie de árbitros da verdade, porque ninguém acredita que digam a verdade”.

Prosseguiu, dizendo: “As pessoas simplesmente se dão conta de que eles são hackers totalmente partidários e tendenciosos. E já sabemos disso há um tempo. Mas continuam nos mostrando todos os dias o quanto a realidade é pior do que poderíamos ter pensado”.

O filho do ex-presidente insistiu em que Trump conclamou os manifestantes a fazerem ouvir as suas vozes em 6 de janeiro “pacificamente” e “patrioticamente”.

Em janeiro, os democratas da Câmara e 10 deputados republicanos acusaram Trump por supostamente “incitar a uma insurreição”, alegando que o seu discurso aos seus apoiadores incitou um grupo a invadir o edifício do Capitólio enquanto o Congresso certificava os resultados eleitorais.

Tudo indica que os partidários do impeachment não conseguirão alcançar os 67 votos necessários no julgamento final.

Fonte: The Epoch Times

Você gostou do conteúdo? Apoie o jornalismo independente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui