Donald Trump estuda suspender financiamento à OMS

0
O presidente Donald Trump fala com jornalistas após uma reunião da força-tarefa sobre coronavírus .

“A organização está alinhada com a China, apesar dos Estados Unidos terem contribuído com a maior parte do financiamento da OMS”, disse o presidente americano

Fonte: Epoch Times

Os Estados Unidos planejam suspender o financiamento à Organização Mundial da Saúde (OMS), anunciou o presidente Donald Trump nesta terça-feira (8). O presidente disse que a OMS está “muito focada na China” e criticou a organização por se opor à sua decisão antecipada de proibir as viagens da China com o objetivo de impedir a propagação do vírus do PCC (Partido Comunista Chinês) nos Estados Unidos.

“Vamos reter o dinheiro gasto para a OMS. Vamos colocar um freio muito forte nele. E vamos ver”, disse Trump.

O presidente também afirmou que a OMS pode ter tido conhecimento sobre a ameaça do vírus do PCC, mas não informou o mundo a tempo.

“Eles não relataram bem. Eles não fizeram bem. Eles poderiam ter relatado isso meses antes. Eles teriam sabido. Eles deveriam saber. E eles provavelmente sabiam disso. Então, vamos analisá-lo com muito cuidado”, afirmou o presidente.

Mais tarde, Trump acrescentou que a OMS “classificou erroneamente todos os aspectos” da pandemia do PCC.

“Eles disseram que não era grande coisa, que não havia problema, que não havia nada”, disse o presidente.

Postagem nas redes sociais sobre corte do financiamento

Trump sugeriu cortar o financiamento para a OMS em um post no Twitter no início do dia, observando que a organização está alinhada com a China, apesar dos Estados Unidos terem contribuído com a maior parte do financiamento da OMS. As contribuições dos Estados Unidos para a organização das Nações Unidas no ano passado ultrapassaram US$ 400 milhões, de acordo com o Departamento de Estado.

“Eles sempre parecem errar a favor da China. E nós os financiamos”, disse Trump.

OMS elogia regime comunista chinês

A OMS está estreitamente alinhada com o regime comunista chinês e elogiou repetidamente os líderes da China, apesar de especialistas e evidências desenterradas, mostrando como as autoridades manipularam a situação real no país onde o vírus do PCC surgiu no ano passado. passado.

Os legisladores dos Estados Unidos pediram ao diretor-geral da OMS, Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus, que se demitisse em meio a acusações de ajudar o Partido Comunista Chinês a encobrir o surto e verificar se a OMS é cúmplice na manipulação.

“Sabemos que a China comunista mente sobre quantos casos e mortes eles têm, o que sabiam e quando sabiam, e a OMS nunca se preocupou em investigar mais. A inação deles custou vidas”, disse o senador Rick Scott (Flórida).

“Poderíamos cortar fundos ou vincular fundos futuros a certas mudanças”, acrescentou Scott ao Daily Signal. “Se supõe que é uma Organização Mundial de Saúde, saúde global, mas satisfaz a China”.

O Diretor Geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus (D) e o Diretor do Programa de Emergências em Saúde da OMS, Michael Ryan, participaram de uma conferência de imprensa sobre o COVID-19

OMS desvia respostas sobre responsabilidade da China

Um porta-voz da OMS disse ao Epoch Times em um e-mail que a organização “espera que todos os seus estados membros relatem os dados de maneira oportuna e precisa, de acordo com os protocolos internacionais que foram acordados pelos estados membros da OMS”.

A OMS não respondeu imediatamente a um pedido de resposta às declarações de Trump.

Jornalistas pressionam regularmente as autoridades da OMS sobre o papel da China na disseminação do vírus PCC no mundo, mas as autoridades têm cada vez mais desviado a resposta direta. Muitas vezes, acabam dizendo coisas semelhantes às declarações de altos funcionários chineses. A OMS também enfrentou perguntas sobre suas relações com Taiwan.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui