Dias Toffoli derruba liminar e vídeo blasfemo do Porta dos Fundos continua no ar

0

Decisão liminar autoriza Netflix a exibir o blasfemo Especial de Natal Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, concedeu nesta quinta-feira (9), decisão liminar que autoriza Netflix a exibir o blasfemo Especial de Natal do grupo Porta dos Fundos: A Primeira Tentação de Cristo.

A exibição do Especial de Natal havia sido suspensa pelo desembargador da 6ª Câmara Civil do Rio de Janeiro, Benedicto Abicair, na última terça feira (7). A solicitação de suspensão imediata do filme havia sido feita pelo Centro Dom Bosco (CDB), através de uma ação civil pública.

“O teor do filme produzido e exibido afronta princípios assegurados constitucionalmente, como o da dignidade da pessoa humana (art, 1º, III da CF/88); o da liberdade religiosa (art 5º, VI) e o do respeito aos princípios éticos e sociais da pessoa e da família (art. 2221, IV), bem como afronta diversos outros dispositivos legais que protegem e imunizam os grupos religiosos contra ataques dolosos à sua fé, ao seu corpo de crença e valores, com o manifesto propósito de desprezar e ridicularizar os membros do referido grupo”, afirmou Centro Dom Bosco.

Dias Toffoli acatou o pedido da Netflix na noite desta quinta, somente seis horas após a reclamação da empresa ser protocolada no STF. O relator do caso seria o ministro Gilmar Mendes, mas Toffoli é o responsável pelas decisões durante as férias do Judiciário.

Valores da fé cristã: “insculpida na crença da maioria dos cidadãos brasileiros”

Segundo Toffoli: “Não se descuida da relevância do respeito à fé cristã (assim como de todas as demais crenças religiosas ou a ausência dela). Não é de se supor, contudo, que uma sátira humorística tenha o condão de abalar valores da fé cristã, cuja existência retrocede há mais de 2 (dois) mil anos, estando insculpida na crença da maioria dos cidadãos brasileiros”.

É justamente por estarem [os valores cristãos] insculpidos na crença da maioria dos cidadãos brasileiros que o referido filme blasfemo deve ser suspendido. O ponto não é o abalo aos valores cristãos, até porque, como se tem observado, o referido filme tem gerado reação por parte dos cristãos, demonstrando a força que a fé possui.
A questão é que a esmagadora maioria dos brasileiros está sendo desrespeitada. E, além disso, a própria democracia está sendo ferida, por uma decisão que vai contra a fé professada pela maioria do povo brasileiro, já que 86,8% da população são de cristãos, de acordo com o dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“Liberdade de expressão” para “expressão artística”

Também nesta quinta-feira, a Netflix publicou em seu Twitter que apoia fortemente a “expressão artística” e que vai lutar para defender esse importante princípio, que é o coração de grandes histórias”.

De acordo com imagem publicada pela deputada Chris Tonietto, em suas redes sociais, a lógica dos defensores do Porta dos Fundos seria a seguinte: “Piada com homossexual = É homofobia; Piada com negro = É racismo; Piada com mulher = É machismo; Piada com esquerdista = É fascismo; Piada com gordo = É gordofobia; Piada com índio = É preconceito; Piada com Jesus Cristo, Rei do Universo, é liberdade de expressão!”

O especial de Natal: A Primeira Tentação de Cristo retrata Jesus como um homossexual pueril. Nossa Senhora como uma adúltera, desbocada. São José como um idiota traído. Isso é uma “compreensão equivocada do que seja liberdade de manifestação do pensamento e de criação artística”, atesta o Centro Dom Bosco.

A organização, ao publicar o comunicado em suas redes sociais sobre a decisão de Dias Toffoli, questionou: alguém surpreso? A pergunta pode estar fazendo menção a outras situações em que o Supremo Tribunal Federal (STF) deliberou sobre questões que ofendem a moral cristã e que ultrapassam a competência do Poder Judiciário.

Nesta decisão – e em tantas outras – podemos observar que há um fenômeno crescente no Brasil: um ativismo judicial desmedido por parte de alguns ministros do STF, assim como no caso do especial do Porta dos Fundos. Além disso, no atual contexto, vive-se uma guerra contra os cristãos, algo próximo a um genocídio e bem pouco divulgado pela mídia tradicional. Não é de se admirar, portanto, o questionamento do Centro Dom Bosco.

Evento debate perseguição cristã no país

Ainda em sua rede social, o Centro Dom Bosco anunciou que haverá uma mesa redonda na sede da organização, com a da deputada federal Chris Tonietto e do presidente do CDB, Pedro Affonseca.

O debate acontece nesta segunda-feira (13), às 18h30 com a récita do Santo Terço, e é aberto e gratuito. O tema será sobre a atual perseguição aos cristãos no Brasil, o vilipêndio ao culto e à religião de milhões de brasileiros. Serão discutidas formas de combate aos crimes cometidos contra a fé católica, mas que se escondem debaixo da falsa defesa do “exercício pleno da liberdade de expressão”.

Fonte: Agência Brasil, Estudos Nacionais, Centro Dom Bosco

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui