Como os transgêneros “Glitter Moms” estão vasculhando a internet e arruinando a vida das crianças

0

“Pais em todo o mundo estão perdendo a custódia emocional e física para ‘mães brilhantes’

Os ativistas LGBT estão agora engajados no comportamento perverso e vil para atrair crianças para o estilo de vida transgênero, encorajando-as ativamente a deixar suas famílias e se juntar a uma “família brilhante”.

A Internet está repleta de “mães brilhantes” transgênero e de histórias de como elas estão causando estragos em crianças e famílias. São homens que decidiram viver como se fossem mulheres. Muitos se radicalizaram na ideologia transgênero e se tornaram perversos com as pessoas que questionam a ciência de que alguém está realmente ‘preso no corpo errado’.

“Rachel” McKinnoné uma dessas mães glitter. Nascido no Canadá, aparentemente chamado de Rhys, ele decidiu fazer a “transição” aos 29 anos depois de estudar “a filosofia da mentira” e “estudos de gênero” na faculdade e receber um doutorado. McKinnon mudou-se para os Estados Unidos para se tornar professor em uma faculdade da Carolina do Sul e começou a praticar ciclismo, decidindo competir contra as mulheres. Com a vantagem de um corpo masculino – aumento da velocidade e força, aumento da massa muscular, aumento da capacidade cardíaca e pulmonar, mais glóbulos vermelhos, etc.

Ele rapidamente passou a dominar as mulheres no ciclismo. Na verdade, McKinnon se tornou o primeiro transgênero campeão mundial de ciclismo, estabelecendo um recorde mundial de velocidade em sua classe de Masters. A vitória de McKinnon gerou muitas críticas, inclusive da proeminente ativista LGBT e ex-campeã de tênis Martina Navratilova, afirmando que era injusto para um homem poder competir com as mulheres. McKinnon desprezou Navratilova e todos os críticos, inclusive chegando a expressar sua felicidade quando uma jovem que se opôs à ideologia de gênero morreu de câncer. Por alguma razão desconhecida, McKinnon agora insiste que ele se chama “Veronica Ivy”.

Com esse histórico em mente, você pode apreciar como é perturbador que McKinnon se apresente na Internet como uma “mãe brilhante” amorosa e apoiadora que encoraja crianças confusas de gênero a deixarem suas famílias se elas não forem totalmente abertas a ideologia de gênero. “Quero que você saiba”, disse McKinnon online, “que não há problema em se afastar de pais que não o apoiam, ou que são desrespeitosos ou até mesmo abusivos. E eu quero dar a você esperança de que você pode encontrar o que chamamos de família glitter. Sua família esquisita. Nós estamos lá fora. E os relacionamentos que fazemos em nossas famílias brilhantes são tão reais, tão significativos quanto nossas famílias de sangue.”

“Rachel” McKinnon (ou “Veronica Ivy” como ele agora afirma ser) não é o único troll “mãe brilhante” na Internet. “Munroe” Bergdorf é outra, com sede no Reino Unido. Ele é um homem que se declara uma “mulher trans” e ganhou alguma notoriedade como o primeiro modelo transgênero para uma grande empresa de cosméticos no Reino Unido, a L’Oréal. Bergdorf, que tem mais de 650.000 seguidores nas redes sociais. Bergdorf convidou todas as crianças transgêneros a enviar mensagens privadas a ele no Instagram, prometendo “[Vou] trabalhar para conseguir a ajuda que você merece. Você merece ser feliz.”

Uma organização de base que cobre questões transgênero, transgenderabuse.org, relata que “pais em todo o mundo estão perdendo a custódia emocional e física para “mães brilhantes que … sabem o que é melhor para seu filho […]”.

Fonte: ifamnews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui