Campanha de Trump realiza diversas novas ações legais na batalha eleitoral

0
O presidente Donald Trump fala durante a noite da eleição na Sala Leste da Casa Branca em Washington, no início do dia 4 de novembro de 2020. (Mandel Ngan / AFP via Getty Images).

Na noite de sábado (7), o correspondente da Fox News, John Roberts, destacou várias novas ações legais que a campanha de reeleição do presidente Donald Trump realizou para continuar a luta por um segundo mandato na Casa Branca.

O relatório, que Roberts entregou na televisão, vem quando muitas organizações de notícias declararam o candidato democrata à presidência Joe Biden o vencedor da eleição presidencial, embora alguns estados não tenham sido convocados e a campanha desafie outros resultados nos tribunais.

“A ação legal está voando rápido e furiosa”, disse Roberts ao apresentador da Fox News Shannon Bream. “Você mencionou o Arizona, especificamente o condado de Maricopa, a campanha de Trump entrou com uma ação alegando que muitos votos pessoais foram rejeitados porque as pessoas que vieram votar haviam votado acidentalmente em excesso, ou seja, votaram acidentalmente em duas pessoas para o mesmo cargo.

Roberts disse que o processo alega que essas cédulas foram “rejeitadas em oposição à permissão para corrigi-las”.

“Apenas na última hora, em Nevada, um trabalhador eleitoral, cujo trabalho era processar cédulas pelo correio, disse que testemunhou irregularidades na contagem dessas cédulas e foi instruído por um supervisor, a quem ele nomeou, para fazer as cédulas que ele julgava necessárias verificação de assinatura sem que essa verificação seja feita primeiro ”, continuou Roberts. “Ele diz que também foi instruído a ignorar discrepâncias com os endereços. Esse trabalhador jurou uma declaração que foi enviada ao Departamento de Justiça aqui em Washington. ”

Roberts então leu a seguinte declaração da campanha:

A declaração deixa claro que não estamos lidando com descuidos ou negligência, esta foi uma conduta criminosa intencional.

“Além disso, a campanha vai abrir novos processos na Pensilvânia na segunda-feira. Rudy Giuliani diz acreditar que há 135.000 votos no condado da Pensilvânia e cerca de 300 e alguns milhares de votos no condado de Allegheny que foram aprovados sem serem inspecionados primeiro ”, continuou Roberts. “E então há outro novo processo que vai chegar em Nevada, provavelmente na manhã de segunda-feira também, que é separado da declaração deste trabalhador eleitoral.”

“O presidente acredita, também está sendo encorajado por sua família, que deve isso aos 71 milhões de pessoas que votaram nele para garantir que todos os votos legais foram contados e para garantir o melhor de sua capacidade que todos os votos ilegais que poderia ter passado não foi contado, ”Roberts continuou. “Agora, todo mundo está se perguntando o que pode acontecer com o presidente eventualmente. Disseram-me que quando ele passar por esse processo legal, e também houver recontagens envolvidas … e sair do outro lado, se não houver caminho para um segundo mandato, o presidente gentilmente cederá e ele cooperará em um transição ordenada de poder. ”

ASSISTA:

Fonte: The Daily Wire

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui