Bem-aventurados: notícias da Perseguição dos Cristãos na Nigéria, China e Paquistão

0

«Bem-aventurados sois vós quando vos injuriarem, e perseguirem, e, mentindo, disserem todo o mal contra vós, por minha causa.» Mateus 5:11

Esta matéria, escrita pelo jornalista Sérgio Carvalho, do Notícias Viriato, apresenta e denuncia as perseguições movidas contra os cristãos, que são atualmente a religião mais perseguida no mundo, seja por motivos religiosos (fanatismos islâmicos, budistas, etc) ou por motivações políticas (ditaduras comunistas ou totalitárias).

Nos últimos dias chegaram notícias de assassinatos, raptos, prisões e de conversões forçadas, da Nigéria, novamente e sempre a China continental e o Paquistão. 

Nigéria: um sacerdote assassinado e outro sequestrado

A paróquia de São Vicente Ferrer de Malunfashi, paróquia católica do Estado de Katsina, na Nigéria, foi atacada por um grupo de indivíduos armados na noite de 20 de maio. 

Os agressores feriram várias pessoas, sequestraram o ex-pároco, padre Joe Keke, de 70 anos, e mataram o atual, padre Alphonsus Bello. Padre Bello tinha trinta anos e era da Diocese de Kaduna, mais ao sul.

China: prisões e censura

O governo chinês prendeu o D. Joseph Zhang Weizhu, bispo de Xianxian, assim como sete sacerdotes e 10 seminaristas, nos dias 20 e 21 de maio.

Uma centena de polícias invadiu uma fábrica usada como seminário (escola de formação de futuros padres) da diocese de Xianxian. Estas prisões seguem-se ao não reconhecimento oficial da diocese pelo governo de Pequim, sendo que desta forma todas as atividades pastorais são consideradas crimes. 

Pelas últimas notícias, sabe-se que os bens do bispo, sacerdotes e estudantes foram confiscados e todos sujeitos a sessões de «reeducação e fidelidade ao partido comunista chinês». 

Através da revista «A Voz dos Mártires» sabe-se que as autoridades comunistas chinesas continuam a reprimir o cristianismo removendo as aplicações bíblicas e as contas públicas do WeChat Cristão.

Quando alguém tenta aceder a essas contas, lê-se numa mensagem: “(Nós) recebemos um relatório que (esta conta) viola as ‘Prestações de Gestão de Serviços de Informação de Contas públicas do Utilizador da Internet’ e a sua conta foi bloqueada e suspensa.”

Paquistão: conversão forçada

Um cristão com deficiência mental foi obrigado a converter-se ao islamismo no Paquistão. O seu nome é Adnan Bashir e vive em Gujjar Khan, Punjab. 

Em 14 de abril, ele saiu de sua casa e inadvertidamente encontrou um protesto realizado por membros do Partido Islâmico Tehreek-e-Labbaik Paquistão (TLP). Aproveitando a oportunidade, os manifestantes forçaram o cristão vulnerável a recitar publicamente o credo islâmico que significa conversão ao Islã. A ‘conversão’ foi gravada e publicada nas redes sociais.

Desde então a família sofre ameaças alertando que a apostasia (renúncia à fé islâmica ou outra) é punível com a morte.

O irmão de Adnan, Fayyaz, diz que os membros do partido estão monitorizando os movimentos dos membros da família.

Fonte: Notícias Viriato

Você gostou do conteúdo? Apoie o jornalismo independente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui