Adiada a posse do ministro da Educação

0

Revelações sobre fraudes no currículo de Decotelli são o motivo do adiamento

A posse do novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, marcada para esta terça-feira (30) foi adiada. Revelações sobre fraudes no currículo de Decotelli são o motivo do adiamento.

O currículo do ministro, disponível na plataforma Lattes do Conselho Nacional De Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), atestava que ele havia concluído o doutorado em 2009, na Universidade Nacional do Rosário, com a tese “Gestão de Riscos na Modelagem dos Preços de Soja”.

Contudo, o currículo foi modificado na última sexta-feira (26), depois que o reitor da Universidade Nacional do Rosário (Argentina), Franco Bartaloacci, revelou que Decolli não obteve título de doutor, e que teve a tese reprovada.

No currículo de Decotelli também constava que ele havia frequentado a universidade alemã Bergische Universität Wüppertal (BUW), entre 2015 e 2017, aonde recebeu o certificado de pós-doutor.

No entanto, o responsável pela comunicação da Universidade comunicou ao jornal oglobo.com, que “Carlos Decotelli não obteve nenhum título na nossa universidade”.

Jair Bolsonaro exigiu uma rechecagem do currículo de Decotelli. Quem fará o pente-fino será a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), informou o jornal ogloblo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui