Aborto foi a principal causa de morte em 2020, mais de 42 milhões de pessoas morreram

0
foto: Shutterstock | SciePro / Divulgação.

Em 2021, o número de abortos já ultrapassa 1,4 milhão de mortes

Mais de 42,6 milhões de abortos ocorreram em 2020, de acordo com dados compilados pelo Worldometer, site de referência que monitora estatísticas sobre saúde, população global, uso de recursos e óbitos em tempo real. O número de gestações interrompidas em todo o mundo em 2020 é maior do que o número total de pessoas que sucumbiram a todas as outras principais causas de morte listadas pelo site.

O site tabula estatísticas sobre aborto disponibilizadas pela Organização Mundial de Saúde. O último resultado do Worldometer para 2020 foi exposta na véspera do Ano Novo.

Já as doenças transmissíveis, por exemplo, mataram mais de 13 milhões de pessoas em todo o mundo em 2020. Cerca de 8,2 milhões de pessoas em todo o mundo morreram de câncer, enquanto cerca de 5,1 milhões de pessoas e 2,5 milhões de pessoas morreram devido ao tabagismo e ao álcool, respectivamente.

Outras principais causas de morte em 2020 incluíram mortes em acidentes de trânsito, das quais foram quase 1,4 milhão. Além disso, os suicídios são responsáveis ​​por quase 1,1 milhão de mortes.

O número total de mortes em todo o mundo em 2020, excluindo abortos, foi de quase 59 milhões.

Mas se os abortos fossem contabilizados como causa de morte e não apenas outra estatística de saúde, o número global de mortes em 2020 aumentaria para mais de 100 milhões.

Abortos em 2021

De acordo com o Worldometer, do dia 1º até a manhã do dia 13 de janeiro de 2021, já foi perpetrado um total superior a 1,4 milhão de abortos propositais em todo o planeta. Dentro de poucos dias, portanto, o número de abortos provocados no mundo só no início de 2021, em apenas 13 dias, já terá superado o total de vítimas da covid-19 durante um ano inteiro de pandemia.

De acordo com a Universidade Johns Hopkins, mais de 1,8 milhão de pessoas em todo o mundo morreram de coronavírus em 2020.

Histórico

O ano de 2020 não é o primeiro em que o número total de abortos ultrapassou o total de pessoas que morreram pelas principais causas de morte.

Conforme relatado anteriormente, o Worldometer registrou que houve cerca de 42,4 milhões de abortos ocorridos em 2019.

Com informações: Aleteia e guiame

Você gostou do conteúdo? Apoie o jornalismo independente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor registre seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui